Paciência tem limite

Dia 05.06, 6a feira, o zagueiro Thiago Heleno se recusou a conceder entrevista coletiva após os treinos na Toca 2. Foi multado pelo clube. A alegação do jogador: ”…quando o time ganha vocês vão entrevistar os caras e quando perde querem falar comigo. Não vou falar não.” Passou direto e deixou os jornalistas criando crises entre eles. Guiotti, comentarista centrado, viu alguma divisão no elenco. Chifre em cabeça de cavalo. Não quero acreditar que até o Guiotti ta criando crise, ou sendo corporativista… será? Acho que não.

Eu não vi cisão no grupo, ou entre ataque e defesa, ou prata da casa e forasteiros. Claro que nesses casos um repórter pode ter informações internas que não tenho. Mas na minha opinião o T. Heleno fez uma crítica direta e forte à imprensa, claramente tendenciosa e doida para criar uma crise na Toca. E acho que o zagueirão tem certa razão. Esses caras gostam mesmo é de crise, é de fuxico. Mas ainda assim acho que T. Heleno mandou mal ao não dar a entrevista, deveria é dar a entrevista e criticar abertamente a imprensa nessa prática nojenta que é sim praxe na Toca 2.

Agora vamos ver como a imprensinha mixuruca, tendenciosa e corporativista vai tratar este caso. Já começaram a descer a lenha no jogador. Já prevejo perseguição dos câncer da imprensa. Fiquem de olho.

Texto enviado por Walfrido Junior.

Anúncios

29 Respostas to “Paciência tem limite”

  1. imprensamineira Says:

    Estaremos de olho, Walfrido. E só pra constar, queria me desculpar por não estar poder participar com mais freqüência por aqui. Mas estamos satisfeitos com a qualidade dos debates. Tenho lido mas escrito pouco, e tenho gostado dos debates entre o André e o Robson, os comentários da Simone, as tiradas do Hugo e de todos os demais… Até as críticas são bem vindas quando são construtivas e educadas. Podem participar a vontade galera, esse espaço é nosso. Obrigado pelo apoio, pois recompensa o trabalho que dá em manter este espaço. Valeu.

    • Robson Tovarish Says:

      OS DOIS LADOS DA DEMOCRACIA

      Como sempre dou uma lida nas paginas de esportes e li a carta, “parece” que de despedida do jornalista da TV Alterosa, que comanda o programa (AE) Alterosa Esportes. Em sua carta no Blog Sem Barreira, o jornalista refere-se com grande descontentamento sobre as manifestações do povo na internet, e-mails e veículos de comunicação, em relação, creio eu, ao programa da TV.

      Ora, até onde eu me entendo por gente, não vamos conseguir agradar a todas as camadas das comunidades. Com a sua desistência de continuar com o programa, ele mostra para o povo, descontente e contente, que o produto de comunicação veiculado e consumido pelas massas, não tinha a pluralidade e as premissas que a livre democracia da comunicação se propõe (o quê, quem, quando e onde) e fazer valer as formulas básicas dos inícios, meios e fins.

      Ele reclama das ofensas, (cá entre nós, ilegais), gente civilizada, não ofende, oferece projetos e soluções, mas a grande manifestação popular e as rejeições são enormes, com muitos pontos na mídia, isso faz diferença.

      A democracia oferece ao povo o poder de se expressar abertamente, com manifestações lícitas, as camadas da sociedade são agraciadas com benefícios e malefícios, esse é o preço pago por usar os dois lados da democracia. Para agradar a Gregos e Troianos, basta conjugarmos os verbos no plural: Nós, Vós e Eles.

      Texto publicado no Blog do autor: mundoazul.blogspot.com

      • Andre Ponte Preta Says:

        Salve, Robson.
        Tive uma conversa com um amigo que dispõe de um certo trânsito nos bastidores da TV Alterosa. Ele me confirmou que o Leopoldo Siqueira tenciona abandonar somente o blog. Segundo me conta o amigo, parece que ele não está muito feliz com o tom de algumas críticas que tem sido feitas lá, onde algumas pessoas teriam questionado a honestidade dos produtores. Interessante é que as críticas partem de todos os lados, não de uma ou de outra torcida. Parece que a ponte de Londres, afinal, está mesmo caindo. De qualquer forma, parei de assistir ao programa, não sei o que anda acontecendo por lá.

      • Robson Tovarish Says:

        Olá André!

        Realmente o espírito alvinegro esmera a sua alma. É um defensor ferrenho dos “Paladinos” de Vespaziano, como diz a imprensa. Você sabe melhor do que eu que o D.N.A. da torcida de Cruzeiro não combina com a “massa” atleticana. Não quero aqui mencionar ou incentivar qualquer ato de violência contra qualquer membro ou torcedor atleticano. Respeito é bom e vem de família.

        O que preocupa não é destruir o clube, mas a idolatria da imprensa atleticana, que por não ter nada para publicar em matéria de títulos, se presta 24 horas em criar fantasias, principalmente agora que o Atlético está em primeiro no Brasileirão, que deve ser momentâneo.

        Quero esclarecer, porem, que o nosso debate é e será, irreversível, irrevogável e irretratável no quesito imprensa atleticana. Não tendo qualquer relação com a torcida alvinegra. Em relação aos troféus, a sala do Cruzeiro é bem maior, mais variada e com consagrações de alto extirpe no conceito futebol. Abraços Fraternos.

      • imprensamineira Says:

        Debate bão esse de vcs dois… ehehehehehe… Não parem!

    • Robson Tovarish Says:

      Workshop de Sucesso

      Desde 1971, que esta síndrome do complexo de inferioridade, alicerçado pela mídia atleticana, que vem desempenhando um papel ridículo, causando verdadeiras reações emocionais no país galista. De onde partem auto sugestões que continua a alimentar a única existência relativamente deste “título” e isso vai Influindo sobre a conduta dos aficionados alvinegros, em uma verdadeira demonstração da realidade do inconsciente. Se no lado azul da lagoa, a “Fábrica azul” continua produzindo e exportando os mais variados e prodígios craques, o lado negro diz: Olha recebemos propostas para o Renan de quatro milhões de euros, o Tardelli recebeu também, mas não vai.

      Meu Jesus amado! Isso é pura invenção da imprensa – Fala aí que também temos propostas senão vamos ficar para traz. Na realidade a imprensa atleticana e o clube, desenvolveram uma linguagem, que somente eles entendem, fica tudo colocado na superfície e na atmosfera deste mundo de sonhos que eles criaram. Vão de ano a ano, prevendo o futuro, alucinados dentro de mais uma barca furada. É lógico que um dia a esquadra azul vai tirar o pé do acelerador, mas até lá, tem muito combustível para queimar. Tenho uma sugestão para a receita de sucesso do “povo” preto e branco. Estão abertas as inscrições para um Workshop de planejamento e estratégia na toca da Raposa. Quem quiser aprender como se faz um clube, rentável, estabilizado e campeão que se candidate.

      • Andre Ponte Preta Says:

        Salve, Robson.

        Continua um mistério insondável para mim, o fato de mesmo com tantos títulos a comemorar, ainda haja tanta preocupação com a sala de troféus do Galo, que é de fato muito menor que a do Cruzeiro. As vezes, a impressão que passa é que o problema não é o que a imprensa diz ou faz, e sim o que diz ou faz acerca do alvinegro. Talvez haja mesmo um sentimento de satisfação maior em ver a derrocada do Atlético do que em ganhar títulos, uma necessidade de se livrar dele maior do que a necessidade de ser um grande clube mundial. Ao que parece, perdendo dezenas de partidas em sequência e não ganhando qualquer título, e não ameaçando a hegemonia azul no Estado, ainda assim o Atlético desperta sentimentos, hehe… mas enfim… o fato é que, se existe tal Workshop, eu adoraria participar, e acho que seria uma obrigação de qualquer dirigente atleticano participar também. Seria uma oportunidade única. Eu já disse e repito: aprender com Cruzeiro e São Paulo, no Brasil, é oportunidade de ouro.

      • imprensamineira Says:

        Entendo seu ponto de vista. Tenho um amigo que torce pro seu time. Ele insiste no ponto de vista que agente supervaloriza ou superestima a imprensa mineira no que tange aos elogios ao seu time e subestima os críticas a ele e os elogios ao Cruzeiro. Pode ser que há uma certa dose disso. Mas é inegável a diferença de tratamento, em maior ou menor escala. Isso é clara opinião inclusive de diversos jornalistas mineiros que obviamente não têm coragem de dizer isso oficialmente. Ou sua opinião é que não há diferença de tratamento? Podemos listar ao menos mil casos de diferença de tratamento. Pegue uma matéria do Supercocotas de 2008 quando o Cruzeiro era o líder e compare com as de hoje e me diga que não há diferença no tom, nos adjetivos, na euforia…

      • Andre Ponte Preta Says:

        Imprensa,

        Sinceramente falando, concordo com você.
        Acho que a imprensa mineira tem uma má vontade com o Cruzeiro, sim. Muito embora não ache que seja tão grande a disparidade, acho que ela existe no tratamento da imprensa em relação aos clubes da capital.

        O problema é que grande parte da imprensa mineira (da imprensa, não do blog) confunde as coisas, e acaba resolvendo tumultuar o ambiente quando não encontra nele a liberdade que acha que merece. Daí, essa má vontade.

      • imprensamineira Says:

        Releve e bola pra frente!

    • Robson Tovarish Says:

      Cavalo Paraguaio

      A imprensa atleticana já fazia um barulho danado em relação a sua congregação irracional das cores alvinegras, Agora… Com o primeiro lugar no Brasileirão aja paciência, em aquentar as pautas jornalísticas fomentando o “sucesso” do Atlético no campeonato. Tem jornalista até publicando matéria, que o Atlético está se dando o luxo de dispensar patrocínio.

      Este é o market da ilusão que a mídia faz para contagiar e arrebanhar inocentes espíritos alvinegros para a sua ilha da fantasia. Ora, todo mundo sabe e é notória a quebradeira lá pelos lados de Vespasiano.

      Estão fazendo flashs e orações em forma de reportagem ao vivo do shopping, aplicando uma diplomacia de falsa edeologia da midia e do clube.

      Com o primeiro lugar no brasileiro, a “imprensa” encravou de vez a bandeira preta e branca nas pautas dos jornalistas parciais e até agora não apareceu ninguém para fazer uma matéria e dizer que existe um novo cavalo paraguaio na ponta do Brasileiro 2009.

  2. GUTO Says:

    Aquele tal de artu malraes de uma rádio de bh, não podiam permitir a entrada dele nas Tocas, esse cara faz de tudo pra criar crise no time !!!!

  3. Oliveira Ferreira Says:

    A perseguição a Thiago Heleno já existe a muito tempo, principalmente por parte dos malas da atletiaia. Estranhamente as críticas aumentaram tempos atrás quando especulaam que o Cruzeiro teria recebido uma proposta da europa pelo jogador.

  4. Elias Says:

    No meu modesto entendimento, quem deveria ser menos corporativista ( junto a seus pares jornalistas) e mais positivo com o Cruzeiro atende por Guilherme Mendes. O setor é dele, é regiamente pago para tanto e não deveria expor o jogador ( que sempre é mal visto pela torcida por baladas, etc, virando alvo fácil da imprensa rurícola-caquética-secundina). Não deveria, portanto, passar por uma saia justa deste tipo. Amadorismo, entendo como a palavra certa. Desgasta o jogador e dá mais munição prá esse povinho. Acorda Guilherme…

  5. simone castro Says:

    Elias, também concordo que devam blindar mais nossos jogadores, Mas é mesmo muito estranho, e para um jogador chegar a falar isso, é porque realmente acontece.
    E fico a pensar se isso é maldade ou falta de criatividade da nossa mídia mineira, que por sinal, sempre achei bem fraquinha…
    Uma das mais recentes também, foi a pouca repercurssão da “invencionice” da dupla Celso e Kalil, de não divulgar quem estava relacionado para a concentração! Não os criticaram a metade do que criticaram o Adilson, quando este resolveu fazer treinos secretos! Inacreditável!

    • Andre Ponte Preta Says:

      Simone,
      Apenas a titulo de curiosidade, não haveria realmente má vontade por parte da imprensa mineira (a imprensa, não este blog, que fique bem entendido) em relação ao técnico do Cruzeiro, má vontade esta motivada por algum problema de relacionamento do mesmo? parece-me que recentemente ele detonou (não sei se justa ou injustamente) a imprensa daqui, e talvez por isso eles denotem tanta má vontade ao Adilson Batista.

  6. GUTO Says:

    O GUILHERME MENDES DEVERIA SE MANIFESTAR SOBRE ESSA GRANDE PARTE PODRE DA IMPRENSA DE BH. ELE É O RSPONSÁVEL NO CRUZEIRO PELA RELAÇÃO COM ESSA TURMA, POIS ENTÃO ? ELE TEM QUE SE POSICIONAR OU ENTÃO DÊ LUGAR A ALGUEM QUE SE COMPROMETA COM A HONRRA DO CRUZEIRO E NÃO PERMITA ESSA SACANAGEM HISTÓRICA CONTRA O CRUZEIRO.
    MAS SABEMOS QUE O PRINCIPAL RESPONSAVEL E QUEM DEVERIA TOMAR UMA ATITUDE DEFINITIVA, É O PRESIDENTE DO CLUBE

  7. simone castro Says:

    André,
    Concordo contigo. O Adilson teve a ousadia, movida pelo desespero dos perseguidos, de falar a um jornalista de SP sobre o que sofria com a nossa mídia. Aí, já viu, né?
    Claro que existe essa má vontade, mas antes mesmo do Adilson Batista chegar no Cruzeiro, eu já tinha a opinião de que nossa imprensa é bem fraquinha e amadora. Falta criatividade, e sobram amadorismo e provincianismo.

    • imprensamineira Says:

      Perfeito, Simone. Concordo com sua opinião sobre o tema. AB já conhecia o “nível” (?) de nossa imprensa da província e já alertava a pessoas mais chegadas que não daria muita trela para eles. Nunca ouve um bom relacionamento. Faz ele muito bem. Pena que o clube, através de seu fraco Assessor de Imprensa, não o apóia nessa cruzada, nem o presidente.

  8. mazuki Says:

    ola amigos boa noite, esse moço aí, o andre ponte preta, me parece até uma pessoa sensata e suas palavras, mas está no local errado, ele não tem que estar participando da vida de nosso clube nao gente, eu sei que o atletico mg existe é na semana de classicos contra nós,(que ja nao sao tao classicos assim comvenhamos)agora querer da opinioes aqui pô isso é brincadeira, o espaço é para nos CRUZEIRENSES, tchau andre, vai torcer pra ponte preta la de campinas. alô imprensa mineira vamos olhar isso tem intruso no ninho.

    • imprensamineira Says:

      Sou da opinião de que enquanto o debate for respeitoso e dentro do contexto, não há como segregar qualquer participante. Não vejo porque. Gostaria até de ouvir a opinião dos demais participantes.

    • Andre Ponte Preta Says:

      Mazuki,
      O simples fato de você me considerar pessoa sensata, e mesmo assim solicitar publicamente o meu banimento deste espaço, me exime de qualquer preocupação. Se eu estivesse tumultuando, entenderia. Mas a falta de critério do seu comentário mostra que é apenas uma visão limitada da convivência pacífica o que lhe move. De qualquer forma, vou solicitar ao Imprensa Mineira que avalie minha participação aqui, e caso haja concordância com sua solicitação de banimento, eu imediatamente acatarei.

      • imprensamineira Says:

        De maneira alguma. Ninguém se manifestou contra. Acho legal suas ponderações com a visão de quem vê do outro lado da lagoa. Nos ajuda a balisar melhor a opinião e evitar o radicalismo que nunca é sadio. Manda bala, Andre!

  9. José Xavier Says:

    Que fique bem claro. Essa campanha contra o Cruzeiro movida por essa “imprensa???” vem de longa data. As coisas não mudam assim, de um dia para outro. Não acredito que isto vá terminar, mesmo porque, a cada ano o Cruzeiro vai deixando a Atletico para traz em todos os quesitos, numero de torcedores, titulos (falta o do mineiro), patrimonio, modelo administrativo, etc. Temos que ser inteligentes e criarmos novos hábitos, não participar desta farsa criada pela imprensa galista. O boicote tem que continuar, eles não estão sózinhos no mercado, temos outras alternativas.

    • imprensamineira Says:

      P E R F E I T O! Assino embaixo sem mudar uma vírgula. Esse nosso protesto e essa nossa vigília não tem prazo de validade. tem que ser um espaço de vigília e protesto de longo prazo. Quem espera que esses protestos e este espaço vai acabar logo está muito enganado. Manteremos aberto para que a torcida do Cruzeiro se manifeste contra essa imprensa fajuta. Sei que eles não vão mudar rapidamente, pois então que estejam preparados para serem monitorados e cobrados por suas ações tendenciosas ao lado fedorento da lagoa. Vamos continuar com os protestos no Mineirão, com os panfletos, com os adesivos e com outras idéias que ainda não podem ser reveladas. O movimento segue a todo vapor mesmo com eles tentando calar nossa voz no Mineirão. Não se assustem se não vermos mais faixas ou gritos no Mineirão, mas o movimento aqui vai continuar com força total.

  10. Andre Ponte Preta Says:

    Robson,
    Sobre seu comentário: eu considero que o debate com você é deveras salutar. Tem nível, tem qualidade. É sempre uma honra pra mim.

    Concordo sobre sua sala de troféus. Outro dia, o Dirceu se ofereceu pra me levar lá, pra conhecer. Agradeci, mas passei, hehehe.

    Quanto a liderança do Galo, confesso: eu tava bem desacostumado, hehehehehehe….

    Só vou discordar no tópico sobre a possível combinação entre DNAs celestes e alvinegros, porque se eles não combinarem, meu filho poderá nascer com antenas! Afinal, lá em casa, a patroa é cruzeirense!

    No mais, é isso!

    Abração pra você.

  11. mazuki Says:

    andre ponte preta, boa noite ao dizer que meu comentario foi sem criterio, nao entendi, veja bem esse espaço aqui é dedicado aos torcedores CRUZEIRENSES, simplesmente acho que nao so voce mas qualque torcedor atleticano seria considerado por mim como um invasor, pois jamais eu entraria em qualquer blog,site, para falar qualquer coisa do seu time, acho que o pessoal da imprensa mineira esta sendo educado com voce, por que tenho certeza que a maioria dos que deram sua opiniao aqui pensam igual a mim. nao por ser voce que nem coheço, mas qualquer que fosse o atleticano, continuo com minha opiniao, nao retiro nada do que disse. boa noite

    • Andre Ponte Preta Says:

      Mazuki,
      Por favor, não retire uma vírgula sequer do que você disse, a ideia nunca foi essa. Eu apenas espero que você aproveite o momento para perceber que toda e qualquer forma de cizânia ou discriminação não resulta em nada de útil para ninguém, seja no futebol ou na vida.
      No mais, volto a dizer: se a minha presença aqui incomoda de qualquer forma, bastará um mínimo sinal da moderação deste blog, e eu estarei de saída.

      Apenas uma informação: tenho recebido uma razoável quantidade de emails comentando minha participação aqui. A maioria absoluta deles é de atleticanos, que são contra minha participação, e querem que eu continue alimentando a guerra, mas não dá. Prefiro continuar pregando o bom humor e a convivência pacífica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: